Total de visualizações de página

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016


 



 

 

A arte da teimosia

              (Marcos Fernando)

 
Queimaram  tudo
Fotos
Pratos
Janelas
Escudos
 
Queimaram
Escadas
Capas
Espadas
Silêncios
Palavras

 
Alegaram gastos
Queimaram os rastros
Eis que ainda
Por entre as cinzas...
Brotando a vida
 
 

sexta-feira, 12 de junho de 2015

poEmas dO mARCos fErNandO

Abridor de Varadouros
             Marcos Fernando

Eu conduzo
Meu destino
Desde quando era menino
Pois eu teço meus caminhos
Entre
Tantos
Desatinos

sábado, 30 de maio de 2015

tÁ nO mEu PRImeiRo LiVRo



Tão Longe
   Marcos Fernando

Caminho ao meu encontro
Mas não me encontro
E fico tonto
Só de pensar 
Que Estou perdido...

Eu vou pra longe...
Não sei pra onde!
Não sei nem como
mas sei que sonho
Me encontrar.

Eu tenho pressa
Que a vida meça
Os meus limites 

Eu vou sem medo
Só com o desejo 
de ser feliz

Vou de mansinho
Sem ser percebido
não sei consigo
Mas, pelo menos, caminho!

( extraído do livro "Poemas"  Marcos Fernando -1991)

segunda-feira, 25 de maio de 2015

LiÇõEs dA FloResTa

A estratégia das formigas de roça
                    Marcos Fernando





LiÇõEs dA NAtuReZa

A paciência do vento
                                           Marcos Fernando

O vento é forte
em sua fortaleza reside a paciência histórica
pois sabe que a grandes mudanças não são repentinas.
São processuais!
Por isso o vento muda as dunas de lugar
Transportando aos poucos os grãos de areia.